Quinta-feira, 1 de Novembro de 2007

Neologismos do Chefe Turmam 3

Recentemente, temos assistido a um a invasão de vocábulos estrangeiros que, por muitas vezes se utilizarem em vez do vocábulo vernáculo, ofendem a Língua Portuguesa. O caso torna-se menos grave quando o vocábulo estrangeiro não dispõe de equivalente em português; aí, a solução passa pelo seu aportuguesamento.

A Língua Portuguesa não é uma língua morta.


Croissant - É vulgar encontrá-lo em qualquer padaria, pastelaria ou salão de chá: uma espécie de pão doce gostoso, mais ou menos folhado, que faz as delícias de miúdos e graúdos.

Acontece que croissant é uma palavra francesa; não se trata sequer de um galicismo, uma vez que grafia não foi adaptada ao português. Por tal, urge fazê-lo.

Croissant, em francês, significa crescente, por se assemelhar à lua nessa fase. O mais lógico seria chamar o bolo assim, mas "crescente" não é propriamente uma palavra foneticamente apelativa. Boa hipótese seria chamar ao bolo meia-lua, mas infelizmente essa opção já está reservada à Dan Cake para o seu meio-bolo marmoreado.

Voltemos então à estaca zero: os franceses chegaram ao nome por meio de comparação, por semelhança; o nome português deverá então seguir a mesma linha de raciocínio.

O Grande Chefe Turmam, acompanhado pela sua vastíssima equipa de peritos, propõe:


Croissant au Fromage = Navalheira com Queijo

Croissant Mélangé = Navalheira Mista


ou simplesmente


Croissant = Navalheira

publicado por Grande Chefe Turmam às 01:55
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 17 de Setembro de 2007

Neologismos do Chefe Turmam 2


Recentemente, temos assistido a um a invasão de vocábulos estrangeiros que, por muitas vezes se utilizarem em vez do vocábulo vernáculo, ofendem a Língua Portuguesa. O caso torna-se menos grave quando o vocábulo estrangeiro não dispõe de equivalente em português; aí, a solução passa pelo seu aportuguesamento.

A Língua Portuguesa não é uma língua morta.


Pen-drive - Este objecto chegou à nossa vida para ficar. Leve e pequeno, adquiriu rapidamente estatuto preferencial entre os dispositivos de armazenamento de memória.
Urge, portanto, dar-lhe um nome português. A designação caneta de memória, tradução quase literal do Inglês, tem-se revelado pouco prática no discurso coloquial e persiste, como sabemos, a denominação inglesa.

O nome anglo-saxónico pen resulta certamente da sua semelhança com o objecto escrevente; mas hoje, o dispositivo assemelha-se a tudo menos a uma caneta. Já pareceu um marcador fluorescente, depois ficou do tamanho de um isqueiro. Agora, tem formato de pastilhas elásticas. Mas não dumas quaisquer: não se parecem com Trident, nem com Chiclets; parecem as Gorila, paralelipipédicas e rijas.

O Grande Chefe Turmam, acompanhado pela sua vastíssima equipa de peritos, propõe:


Pen Drive
= Gorila de Memória
ou simplesmente

Pen = Gorila

publicado por Grande Chefe Turmam às 19:39
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 31 de Agosto de 2007

Neologismos do Chefe Turmam


Recentemente, temos assistido a um a invasão de vocábulos estrangeiros que, por muitas vezes se utilizarem em vez do vocábulo vernáculo, ofendem a Língua Portuguesa. O caso torna-se menos grave quando o vocábulo estrangeiro não dispõe de equivalente em português; aí, a solução passa pelo seu aportuguesamento.
A Língua Portuguesa não é uma língua morta.


Ketchup – este frequente vocábulo é particularmente ofensivo, uma vez que viola 3 regras duma só vez: tem um K, coloca um t antes de ch e termina em p.

Este termo, adaptado do inglês, deriva do termo chinês kê-tsiap que significa molho de cogumelos, noz, tomate, etc. Como o Português nunca precisou de intermediários para nada, se quiser adaptar o termo, fá-lo directamente da fonte.

Assim sendo, temos duas opções: fazendo do p final uma letra muda, transformamos kê-tsiap em queicha ou queissa.

Sendo queicha demasiado parecido com queixa (acto de queixar), o Grande Chefe Turmam, acompanhado pela sua vastíssima equipa de peritos, propõe a segunda hipótese, queissa, que naturalmente evolui para queiça (como em Seiça).

 

Tomato Ketchup = Queiça de Tomate

ou simplesmente

 
Ketchup = Queiça

publicado por Grande Chefe Turmam às 11:54
link do post | comentar | favorito

Para assuntos importantes

pomada.indiana@gmail.com

mais sobre mim

Cardápio

tags

todas as tags

Impostores

O Outro Lado

Blogs de Humor Barato

Ironia do Destino
Olhe que não, Seu Doutor
Nuno Marckl
Detective Cantor
Senhor Bidé
Oxalá que não!
Rosa Mota
Falar para Dentro

Blogs de Humor Parado

Meditações de um Caixa
Passagem Estreita
Perguntar não ofende...
Histórias d'Ontrodia

Pêra Manca

Polaris
Outubro de 1755
Diário Dócil
Kartoon Blog

Turmam Responde

01. Ovinos e Caprinos?
02. Coitado?
03. Adenóides?
04. Pinhal de Marrocos?
05. Ovolete?
06. Oxiúrus?
07. Esquerda e Direita?
08. Pêlos & Mourinho?
09. Mais Pelos?
10. Queijo com Buracos?
11. Orientais Carecas?
12. NS / NR
13. Mulheres Aerodinâmicas?

subscrever feeds