Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2008

¡Hasta siempre, mis amigos!...*


A Pomada Indiana parafraseia Gardel, em entrevista à rádio La Voz de la Víctor de Bogotá, na véspera do trágico acidente de avião que lhe roubaria a vida:


"(...) no sé si volveré, porque el hombre propone y Dios dispone. ¡Pero es tal el encanto de esta tierra que me recibió y me despide como si fuera hijo propio, que no puedo decirles adiós, sino hasta siempre!... ¡Hasta siempre, mis amigos!..."**



* Até sempre, meus amigos!
** Não sei se voltarei, porque o homem propõe e apenas Deus dispõe. Mas é tão encantadora esta terra, que me recebeu e se despede agora como se eu fora um filho seu, que não posso dizer-vos adeus, mas antes até sempre! Até sempre, meus amigos!
publicado por Grande Chefe Turmam às 13:11
link do post | comentar | favorito
10 comentários:
De Anónimo a 30 de Março de 2008 às 06:36
Chef,revisitei-te, revisitei-me ... e agora?!
Volta (seja em que lingua for.)
(Que saudades, que absurdo, que atrocidade tudo isto está sendo...)
De José a 31 de Janeiro de 2008 às 15:12
Fiquei deveras triste com o sucedido.
Oxalá regresse um dia.
O sr. é matreiro que nem uma raposa.
De João a 30 de Janeiro de 2008 às 17:31
Tava a ver que isto nunca mais acabava! Diz que a seguir vai dar um filme dos bons, daqueles de tiros e carros com perseguições atrás deles.
De Nuno a 30 de Janeiro de 2008 às 15:46
Não ao fim do Pomada Indiana!
De tupperware a 30 de Janeiro de 2008 às 10:32
só me apraz dizer isto:

'Quis saber quem sou
O que faço aqui
Quem me abandonou
De quem me esqueci
Perguntei por mim
Quis saber de nós
Mas o mar
Não me traz
Tua voz.

Em silêncio, amor
Em tristeza e fim
Eu te sinto, em flor
Eu te sofro, em mim
Eu te lembro, assim
Partir é morrer
Como amar
É ganhar
E perder.

Tu viste em flor
Eu te desfolhei
Tu te deste em amor
Eu nada te dei
Em teu corpo, amor
Eu adormeci
Morri nele
E ao morrer
Renasci.

E depois do amor
E depois de nós
O dizer adeus
O ficarmos sós
Teu lugar a mais
Tua ausência em mim
Tua paz
Que perdi
Minha dor
Que aprendi.
De novo vieste em flor
Te desfolhei...
E depois do amor
E depois de nós
O adeus
O ficarmos sós.'

...
De renato a 30 de Janeiro de 2008 às 03:34
Não fechem os portões por favor.
De Pedro a 29 de Janeiro de 2008 às 13:52
Como assim a 'pornada' indiana acabou?? É o fim!

Por favor alguem apanhe os pedaços de mim que ficaram espojados pelo chao... por favor.
De Ricardão a 29 de Janeiro de 2008 às 11:58
Gostava de me rir às bandeiras despregadas. Gostava de rolar no chão de júbilo, como quem ganha um combate de luta livre contra alguém muito maior que ele. Mas, e há sempre um mas, assim Ricardão fica sozinho, a brincar sozinho. Antes da pomada indiana, eu brincava com o google. E agora?
De ohdaguarda a 28 de Janeiro de 2008 às 22:13
O senhor é um PONTO! UM PONTO!
De Rita a 28 de Janeiro de 2008 às 21:20
A Pomada Indiana vai acabar? Porquê?

Comentar post

Para assuntos importantes

pomada.indiana@gmail.com

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 7 seguidores

Cardápio

tags

todas as tags

Impostores

O Outro Lado

Blogs de Humor Barato

Ironia do Destino
Olhe que não, Seu Doutor
Nuno Marckl
Detective Cantor
Senhor Bidé
Oxalá que não!
Rosa Mota
Falar para Dentro

Blogs de Humor Parado

Meditações de um Caixa
Passagem Estreita
Perguntar não ofende...
Histórias d'Ontrodia

Pêra Manca

Polaris
Outubro de 1755
Diário Dócil
Kartoon Blog

Turmam Responde

01. Ovinos e Caprinos?
02. Coitado?
03. Adenóides?
04. Pinhal de Marrocos?
05. Ovolete?
06. Oxiúrus?
07. Esquerda e Direita?
08. Pêlos & Mourinho?
09. Mais Pelos?
10. Queijo com Buracos?
11. Orientais Carecas?
12. NS / NR
13. Mulheres Aerodinâmicas?

subscrever feeds